5.7.10

Dá para acabar com o mundial, sff?

Odeio mundiais. Mais precisamente, odeio mundiais desde 1990, ano em que comecei a trabalhar e, por conseguinte, a não ter tempo para gostar de mundiais. Porque, para se gostar de mundiais, para além de i) gostar de bola ii) perceber de bola, é preciso iii) ter tempo para se ver os jogos todos e repetir os jogos mais importantes (tipo 16 vezes o RFA-França de 1982).
É impossível gostar de um mundial sem tempo. Mas atenção, não sou um Luís Freitas Lobo, que disse no programa do Carlos Daniel (que Eusébio o proteja) não poder opinar sobre a Coreia do Norte porque só tinha visto os 6 (seis!) jogos da qualificação, e isto porque, apesar de ter filhas pequenas, ainda mantenho uma vida sexual relativamente activa, o que será impossível para quem se queixa de ver apenas 6 (seis!) jogos de qualificação de uma equipa que não interessa nem ao Carlos Daniel (que Eusébio o proteja).
Por falta de tempo, dizia eu, neste mundial eu não tenho opinião sobre 98% das equipas, incluindo dois dos semi-finalistas. Tenho sobre os espanhóis - são uns punheteiros - e sobre a Mannschaft, esta Mannschaft, que está ao nível das que apoiei em 1982 e 1986 (não apoiei a de 1990 porque não tive tempo, lá está), apesar de não contar com o Senhor Karl Heinz Rummenigge, um dos jogadores mais subvalorizados da história. Esta Mannschaft quase me fez gostar deste mundial até porque tem o Ozil que, não sendo um Senhor como o Senhor Karl Heinz Rummenigge, um dos jogadores mais subvalorizados da história, não sei se já vos tinha dito, é um daqueles superlativos jogadores que só faz o que é preciso quando é preciso e não punhetas à bola a toda a hora como fazem os espanhóis e o Messi, o maior punheteiro do mundo, quiçá de sempre, um tipo que, eventualmente, poderia ser digno de entreter com malabarismos o Senhor Karl Heinz Rummenigge, no belo jardim da sua impressionante mansão nos arredores de Munique. Sobre a selecção de Portugal também não tenho grande opinião, só tenho, para aqueles que querem correr com o Queiroz porque a selecção de Portugal deveria ir mais longe, isto para escrever: Costinha ou Petit ou fdp mais Rui Costa e Figo vs Pepe mais Raul Meireles mais Tiago. Não brinquem com isto, vão ver videos do Euro 2000 ao Youtube e depois deixem lá o Queiroz perder em paz.
Mas o que mais odeio em mundiais, desde 1990 inclusive, é estragarem-me o defeso. O maldito mundial dá noticias em barda e elimina a necessidade da especulação ou mesmo da mais pura e descarada mentira. Quantos jogadores é que neste defeso foram apontados ao SLB? Um, dois? Uma miséria. O que é isto? E ainda por cima o Bettencourt e o Costinha arranjam-me aquela cena do Moutinho e não há espaço para o destaque necessário, vital até, aos treinos do SLB. Quantos golos e quantos destes de forma acrobática após assistência do Gaitán marcou o Jara? Não sei. E porque é que não sei? Por causa do maldito mundial e dos gajos do Sporte. Quantos clubes já fizeram propostas pelo Cardozo? Nenhum? Eh pá inventem como se estivéssemos em 2009 ou 2011.

Esta época vai começar coxa. E nem o facto de Sporte parecer o SLB de há 10 anos, apresentando o Maniche e outro gajo qualquer como apresentámos o Drulovic e o João Manuel Pinto, enquanto o Bettencourt afiançava que o Sporte iria ser um clube tão grande na europa como as bochecas do Maniche na sua própria cara, atenua a ausência de um defeso de jeito.

Para aliviar esta dor, só mesmo começando por dar três ao Villas-Boas (acho que o menino usa hífen, será que vai tratar o João Pinto por você?). Ou melhor, 3 a 1, com o 1 marcado pelo Moutinho.

Então até depois. E que a Mannschaft ganhe aquilo, o Klose ultrapasse o Ronaldo e o Ozil ganhe a Bola de Ouro. Mal por mal que ganhem os óptimos.

2 comentários:

VeRMeLHoVZKy disse...

É Rummenigge, meu caro... com 2 G's!

Ganda jogador... era uma maquina de fazer golos.

Só que o problema é que nos mundiais ele nunca ganhou a taça. E por isso acabou por ser eclipsado por outros.

Padinha disse...

É verdade, sim senhor. Já foi corrigido. Obg e ab